Postagens

Mostrando postagens de 2019

Lilia Guerra - Perifobia

Imagem
Lilia Guerra - Perifobia -  Editora Patuá - 308 Páginas - Ilustração, Projeto gráfico e Diagramação de Leonardo Mathias - Lançamento: 2018. 

Perifobia! O neologismo do título já oferece uma pista sobre os temas desenvolvidos por Lilia Guerra nesta compilação de narrativas curtas. A combinação de duas palavras existentes – periferia e fobia – cria uma nova expressão para um sentimento recorrente de preconceito, aversão ou até mesmo indiferença, demonstrado por grande parte da sociedade frente à população crescente de excluídos nas comunidades carentes dos grandes centros urbanos brasileiros. 

A falta de espaço na literatura contemporânea para dar voz a essas pessoas que têm a sua existência limitada apenas a um teimoso exercício de sobrevivência – salvo raras exceções em autores como Luiz Ruffato e Marcelino Freire – só demonstra que a tal fobia existe mesmo, ajudando a perpetuar um eterno estado de injustiça social. Este livro nos coloca do lado de dentro deste universo e, apesar dos di…

Daniela Stoll - Do lado de dentro do mar

Imagem
Daniela Stoll - Do lado de dentro do mar - Editora Patuá - 164 Páginas - Ilustração, Projeto Gráfico e Diagramação: Luyse Costa - Apresentação de Sheyla Smanioto. Lançamento: 2018.
No seu romance de estreia, Daniela Stoll divide o protagonismo entre três mulheres de origens bem distintas: Sílvia, Margarete e Joaquina. Por força das circunstâncias, elas estabelecem um convívio e constroem uma relação de confiança e apoio mútuo. No entanto, apesar das diferenças de idade, educação e formação social, as personagens compartilham entre si uma mesma "solidão fundamental de ser mulher" ao enfrentar desafios semelhantes para conhecer e assumir a própria sexualidade e o seu papel na sociedade, ou seja, "a disputa dos espaços e dos corpos", como bem destacado por Sheyla Smanioto na apresentação.

O evento que dá início à narrativa é a separação entre Sílvia e André, uma decisão definitiva de Sílvia contestada pelo companheiro, que planeja uma obsessiva estratégia de postergação…

Os 20 livros mais polêmicos da história

Imagem
Existem muitos motivos para que um livro se torne polêmico: contestação de valores morais de uma determinada época, crítica a sistemas políticos e instituições religiosas, ameaças a um padrão definido como normal pela sociedade ou um sistema de governo. Nesses casos os autores podem sofrer sérias restrições à sua liberdade de expressão. Por outro lado, a censura tende a despertar o interesse do grande público, alcançando um efeito oposto ao desejado originalmente. A seleção abaixo apresenta, em ordem cronológica, as obras que provocaram, de alguma forma, o pensamento dominante em algum momento da história.

(01) O Príncipe (1532)
       Nicolau Maquiavel (1469-1527) 

Um clássico de 500 anos da filosofia que inaugurou a ciência política moderna. Nicolau Maquiavel (1469-1527) com a sua visão talvez muito realista ou pessimista do cenário político de seu tempo resumiu neste "manual para soberanos" os princípios básicos para governar e manter principados, tendo dedicado esta obra em…

Antologia da Literatura Fantástica

Imagem
Antologia da Literatura Fantástica - Organização de Adolfo Bioy Casares, Jorge Luis Borges e Silvina Ocampo - Editora Companhia das Letras - 448 Páginas - Capa e Projeto Gráfico de Daniel Trench - Ilustração da Capa de Marcelo Cipis - Tradução de Josely Vianna Baptista - Lançamento: 23/04/2019.

A literatura fantástica é uma referência constante na Argentina, escritores como Borges e Cortázar ajudaram a criar uma tradição neste gênero que tem se renovado ao longo do tempo, um bom exemplo desta nova geração é Samanta Schweblin, que foi finalista do Man Booker International Prize em 2017, juntamente com nomes já consagrados, em outros estilos, como Amós Oz e David Grossman. A Antologia, publicada originalmente em 1940 (mesmo ano do lançamento de A invenção de Morel de Bioy Casares), foi revista e ampliada em 1968, tornando-se um clássico da literatura hispano-americana, apesar das contribuições de várias nacionalidades.

Conforme o prólogo, escrito por Bioy Casares, a ideia do livro surgiu …

Vencedores do Prêmio Açorianos de Literatura 2018

Imagem
A Secretaria Municipal de Cultura da prefeitura de Porto Alegre divulgou os vencedores da 25ª edição do Prêmio Açorianos de Literatura. A premiação, criada em 1994, é a mais importante no Rio Grande do Sul, contribuindo para o estímulo e reconhecimento de obras, autores, editoras e projetos. Atualmente, a avaliação é dividida em oito categorias: Conto, Crônica, Ensaio de Literatura e Humanidades, Especial, Infantil, Infantojuvenil, Narrativa Longa e Poesia.

José Francisco Botelho foi o grande vencedor da noite, levando os troféus de Livro do Ano e de destaque na categoria Conto com Cavalos de Cronos (Editora Zouk). Também foram concedidos prêmios especiais pelo conjunto da obra e pela relevância do trabalho cultural aos seguintes escritores: Armindo Trevisan, Carlos Nejar, Donaldo Schüler, Fernando Lucchese, Maria da Glória Bordini e Sergio da Costa Franco.

Veja abaixo a relação de obras vencedoras, autores e editoras por categoria:

Ensaio de Literatura e Humanidades
Raízes do conserva…

Regina Taccola - Um cisne na noite

Imagem
Regina Taccola - Um cisne na noite - Editora Jaguatirica - 82 Páginas - Imagem de capa de Nico Frey - Projeto gráfico e diagramação: 54 Design - Lançamento: 27/03/2019.
Um cisne na noite é o terceiro livro de contos da médica psicanalista Regina Taccola, depois dos elogiados: Uma Tarde Embalada pelo Mar (Editora Frutos, 2016) e Vida Louca (Editora Chiado, 2017), novamente a autora nos leva a um mergulho na zona do inconsciente ao resgatar as suas próprias memórias afetivas e vivências no bairro em que cresceu, Ipanema. Disputado ponto turístico e um dos polos artísticos e culturais mais famosos do Rio de Janeiro, a região, assim como todo o país, não tem conseguido escapar da insegurança provocada pelos altos índices de criminalidade e violência.

A paisagem urbana do Rio apresenta uma realidade que não pode ser ignorada. Após décadas de políticas públicas inadequadas as comunidades carentes ocupam territórios densamente povoados e sem condições básicas de infraestrutura ao lado de áreas…

Maurício Melo Júnior - Noites Simultâneas

Imagem
Maurício Melo Júnior - Noites Simultâneas - Editora Bagaço - 176 Páginas - Lançamento: 2017.
Um romance oportuno neste momento tão peculiar da história recente brasileira, no qual uma parcela da sociedade levanta dúvidas sobre a veracidade dos fatos ligados ao sistema de governo do país entre 1964 e 1985, período que se convencionou chamar de ditadura militar, marcado pela cassação dos direitos constitucionais, censura aos meios de comunicação, perseguições políticas, e o combate violento aos opositores do regime por meio de tortura e morte. Por mais que o passado seja incômodo ou doloroso, não será esquecendo ou distorcendo a sua própria história, que um povo se consolidará como nação para exercer o pleno direito democrático e a construção de um futuro melhor.

Em Noites Simultâneas, o escritor, jornalista e crítico literário Maurício Melo Júnior nos leva a conhecer esta época sombria, não com o rigor científico de historiador, mas por meio do seu olhar humano de ficcionista, contando u…

Finalistas do Man Booker International Prize 2019

Imagem
Divulgada a shortlist do Man Booker International Prize, versão 2019. A surpresa fica por conta da inclusão da polonesa Olga Tokarczuk entre os seis finalistas, ela foi a vencedora do ano passado com o romance Flights, lançado no Brasil em 2014 como Os Vagantespela editora Tinta Negra. Na seleção de finalistas chama a atenção também o predomínio das mulheres e das editoras independentes. O vencedor será anunciado em 21/05/2019.

A versão internacional do Man Booker, um dos mais conceituados prêmios em língua inglesa, foi criada em 2005 para prestigiar as obras de ficção de qualquer país, desde que traduzidas para o inglês. Segundo o procedimento da organização, o valor de 50.000 libras será dividido igualmente entre o autor e o tradutor. Segue a relação com os seis finalistas e links para a sinopse de cada romance.
Jokha Alharthi (Omã) com Celestial Bodies
Tradução: Marilyn Booth

Annie Ernau (França) com The Years
Tradução: Alison L. Strayer

Marion Poschmann (Alemanha) com The Pine Islands
Tr…

Luiz Antonio de Assis Brasil - Escrever Ficção: um manual de criação literária

Imagem
Luiz Antonio de Assis Brasil - Escrever Ficção: um manual de criação literária - Editora Companhia das Letras - 400 Páginas - Capa e projeto gráfico: Elisa von Randow, imagem da capa de Saul Steinberg, 1948 - Lançamento: 21/03/2019 (Leia aqui um trecho em pdf disponibilizado pela Editora).

O livro resume a experiência acumulada de Luiz Antonio de Assis Brasil em 34 anos de trabalho à frente da Oficina de Criação Literária da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), por onde já passaram alguns escritores de destaque na literatura contemporânea brasileira, tais como: Amilcar Bettega, Carol Bensimon, Cíntia Moscovich, Clarah Averbuck, Daniel Galera, Daniel Pellizzari, Luísa Geisler, Michel Laub e Paulo Scott, para citar somente os mais conhecidos.

O nebuloso conceito de talento como um dom divino, inerente ao indivíduo e que, portanto, não pode ser construído ou desenvolvido, por meio de trabalho e dedicação, é prontamente descartado pelo autor no primeiro capítulo: …
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...