Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2009

Tori Amos

Imagem
É difícil classificar o trabalho da cantora, compositora e pianista norte-americanaTori Amosem categorias como pop, pop/rock ou rock alternativo. Assim como Björk, desde muito cedo ela insistiu em criar um estilo próprio o que acabou fazendo com que fosse expulsa do conservatório de piano clássico aos onze anos, por não gostar de seguir partituras e tocar apenas de improviso. As composições têm como base uma refinada técnica vocal que permite alcançar uma extensa gama de registros e modulações, com letras que abordam temas bastante distintos como feminismo, religião e sexualidade, sempre com uma abordagem autobiográfica.

Fiquei conhecendo Tori Amos através do CD duplo “To Venus and Back”, lançado em 1999, incluindo um disco gravado em estúdio e o outro ao vivo. Este álbum resume bem a carreira de Tori Amos que alcançou, no final dos nos anos noventa, muito sucesso no mercado americano e mundial (a foto de abertura da postagem é da edição de 1998 da revista Rolling Stone).

Hoje, Tori Am…

Pierre Gonnord - Retratos da Exclusão

Imagem
Em uma primeira observação, os retratos do fotógrafo Pierre Gonnord nos deixam na dúvida quanto a estarmos diante de uma fotografia ou de uma pintura holandesa do século XVII, mas ao visitarmos a página deste artista notamos que, apesar da técnica lembrar uma escola de pintura clássica, os seus modelos são bem contemporâneos, geralmente imigrantes de alguma minoria étnica e retirados das ruas de Madri, onde o fotógrafo francês vive desde 1988.


O próprio Pierre Gonnord explica e resume a sua opção de trabalho: "Eu escolho os meus contemporâneos no anonimato das grandes cidades porque os seus rostos narram, por baixo da pele, histórias singulares e insólitas sobre a nossa época. Algumas vezes hostis, quase sempre frágeis e muito frequentemente feridos por trás da opacidade de suas máscaras, eles representam realidades sociais específicas e, por vezes, outro conceito de beleza".

Os 100 livros mais influentes - Times Literary Suplement

Imagem
O suplemento literário do Jornal Times de 06 de Outubro de 1995 publicou uma lista com os 100 livros que mais influenciaram a cultura ocidental após a Segunda Guerra Mundial. Nesta relação não foram consideradas obras importantes da primeira metade do século XX produzidas por autores como Sigmund Freud, Martin Heidegger, Aldous Huxley e Franz Kafka. Enfim, assim como toda lista é sujeita a contestações e emendas, mas tem como maior mérito relembrar alguns clássicos da nossa época e abranger várias áreas do conhecimento humano, além da literatura, como filosofia, antropologia, economia, história, política etc. Acrescentei a tradução dos títulos com ano de publicação, um serviço de utilidade pública.

Livros da década de 1940 (01) Simone de Beauvoir: O Segundo Sexo (1949);
(02) Marc Bloch: Apologia da História (1949);
(03) F. Braudel: O Mundo Mediterrâneo (1949);
(04) James Burnham: A Revolução Gerencial (1941);
(05) Albert Camus: O Mito de Sísifo (1942);
(06) Albert Camus: O Estrangeiro (1942…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...