Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2019

Bruno Vieira Amaral - Hoje estarás comigo no paraíso

Imagem
Bruno Vieira Amaral - Hoje estarás comigo no paraíso - Editora Companhia das Letras 360 Páginas - Capa: Bloco Gráfico - Foto de Capa: Rui Rodrigues Lançamento: 05/08/2019 (Ler um trecho disponibilizado pela Editora)
Bruno Vieira Amaral já é um nome consolidado na literatura portuguesa contemporânea, vencedor da nona edição do prêmio José Saramago com seu romance de estreia As primeiras coisas (2013), inédito no Brasil, tem agora lançado pela Editora Companhia das Letras, o segundo livro, Hoje estarás comigo no paraíso (2017), romance autobiográfico que conquistou o segundo lugar do Prêmio Oceanos (antigo Portugal Telecom de Literatura), versão 2018.
O livro tem como ponto de partida as memórias familiares do autor, testemunhos de amigos e registros de imprensa e judiciais da época, assim como muita imaginação, para tentar preencher as lacunas sobre um fato real ocorrido há mais de trinta anos, o assassinato de seu primo João Jorge Rego, degolado aos vinte e um anos, em uma madrugada de Ca…

Paulo Scott - Marrom e Amarelo

Imagem
Paulo Scott - Marrom e Amarelo - Editora Alfaguara - 160 Páginas - Capa de Alceu Chiesorin Nunes - Pintura em guache de Sidney Amaral - Lançamento: 12/08/2019.
O escritor gaúcho Paulo Scott volta a abordar a questão da crise de identidade com personagens envolvidos em um contexto político e social adverso, assim como fez no seu mais premiado romance Habitante irreal (Editora Alfaguara, 2011), no qual o encontro entre uma adolescente indígena de catorze anos chamada Maína e Paulo, um estudante de Direito desiludido com a militância política, servia como ponto de partida para falar sobre a invasão das terras indígenas e da destruição da cultura nativa por conta dos interesses da invasão latifundiária e do agronegócio, como se percebe, um assunto bastante recorrente. Agora, em seu mais recente lançamento, Marrom e Amarelo (Editora Alfaguara, 2019), além da crise existencial do protagonista, o contexto passa pela discriminação racial e os seus efeitos na grande população de excluídos, seja…

Rosângela Vieira Rocha - Nenhum espelho reflete seu rosto

Imagem
Rosângela Vieira Rocha - Nenhum espelho reflete seu rosto - Editora Arribaçã - 268 Páginas - Projeto gráfico de Fábio Oliveira - Capa de Luiz Prates -  Prefácio de Junia de Vilhena - Lançamento: 2019.
Helen é uma mulher solteira de quarenta anos, independente financeiramente e proprietária de uma pequena joalheria onde se dedica à criação de peças exclusivas. Ela conhece Ivan Hernández, um argentino que mora em Buenos Aires, por meio das redes sociais e a amizade virtual acaba evoluindo para um relacionamento abusivo com requintes de crueldade, um tema muito atual e cada vez mais comum em um mundo conectado e globalizado, no qual as pessoas se tornam cada vez mais solitárias.

Por meio de uma prosa elegante e um ponto de vista essencialmente feminino, a autora descreve em detalhes como a protagonista é envolvida por uma rede de ações premeditadas que evidenciam um tipo de sociopatia conhecida como "narcisismo perverso". Pessoas com este tipo de desvio de comportamento não conse…

Eduardo Sabino - Estados Alucinatórios

Imagem
Eduardo Sabino - Estados Alucinatórios - Editora Caos e Letras - 204 Páginas - Projeto gráfico de Cristiano Silva - Lançamento: 2019.
"A literatura não é outra coisa além de um sonho dirigido", a epígrafe de Jorge Luis Borges nos dá uma primeira pista sobre a inspiração e as referências literárias de Eduardo Sabino nesta sua terceira antologia de contos. De fato, o jovem autor mineiro flerta com o estilo fantástico de alguns grandes escritores argentinos tais como: Julio Cortázar, Adolfo Bioy Casares, Silvina Ocampo e o próprio Borges. Contudo, as narrativas de Sabino são influenciadas também pela literatura do absurdo ou o chamado estilo surrealista dos franceses Boris Vian e André Breton, incluindo doses maciças de ironia e bom humor, tão ao gosto dos leitores brasileiros. 

Nos onze contos do livro, os personagens são descritos em situações de perturbação mental onde sonho e realidade se confundem. Vale ressaltar que o título pode ser entendido como uma referência aos estado…

Itamar Vieira Junior - Torto arado

Imagem
Itamar Vieira Junior - Torto arado - Editora Todavia - 264 Páginas - Capa de Elisa v. Randow - Ilustração de capa de Linoca Souza - Lançamento: 07/08/2019
O romance de estreia de Itamar Vieira Junior já nasce com a força das obras clássicas, tanto na beleza e originalidade do texto quanto no caráter universal e humanista do tema, a história de gerações de uma mesma família de descendentes de escravos, vivendo em uma fazenda chamada Água Negra, na Chapada Diamantina, interior da Bahia, onde são mantidos outros trabalhadores rurais em regime de servidão, uma prática que, infelizmente, ainda permanece em muitas regiões formadas por latifúndios em nosso país. O livro vem preencher, portanto, uma lacuna de obras na literatura brasileira sobre essa ferida social que ainda não conseguimos curar.

A partir de um núcleo de personages formado pelas irmãs Bibiana e Belonísia, filhas de Salustiana Nicolau e Zeca Chapéu Grande, assim como de sua misteriosa avó paterna Donana, o autor apresenta um pai…

Margaret Atwood e Salman Rushdie avançam para a shortlist do Booker Prize 2019

Imagem
Como já se esperava, a canadense Margaret Atwood e o britânico de origem muçulmana indiana Salman Rushdie passaram da longlist (treze finalistas) para a shortlist (seis finalistas) do Booker Prize, versão 2019. Atwood concorre com a obra The testaments, continuação de O conto da aia e que será lançado no próximo dia 10. Salman Rushdie foi nomeado por conta do livro Quichotte, uma releitura do clássico Dom Quixote.

O vencedor será divulgado no dia 14 de outubro e levará um prêmio de 50 mil libras. Segue a relação completa de finalistas da shortlist, indicando a nacionalidade do autor e, no caso do livro já ter sido publicado no Brasil, o título do lançamento em português: 

The testaments de Margaret Atwood (Canadá)

Quichotte de Salman Rushdie (Inglaterra/Índia)

Ducks, Newburyport de Lucy Ellmann (EUA/Inglaterra)

Girl, woman, other de Bernardine Evaristo (Inglaterra)

Uma orquestra de minorias (Globo Livros) de Chigozie Obioma (Nigéria)

10 Minutes 38 Seconds in This Strange World de Elif …

Silvina Ocampo - A fúria e outros contos

Imagem
Silvina Ocampo - A fúria e outros contos - Editora Companhia das Letras - 224 Páginas - Tradução de Livia Deorsola - Posfácio de Laura Janina Hosiasson - Capa de Elisa von Randow -  Ilustração de Cristina Daura - Lançamento: Agosto de 2019.
É difícil entender como uma autora tão importante na literatura latino-americana tenha permanecido inédita no Brasil até hoje. Considerada uma das maiores contistas argentinas, Silvina Ocampo (1903-1993) é dona de um estilo único que se situa em uma região imprecisa entre o surrealismo, o realismo mágico e a literatura fantástica, porém não se enquadrando em nenhuma dessas categorias. Esposa de Adolfo Bioy Casares e amiga de Jorge Luis Borges, que dedicou a ela o seu primeiro conto publicado, “Pierre Menard, autor do Quixote” na revista literária “Sur”, da irmã Victoria Ocampo, ela é considerada uma escritora para escritores, tendo sido citada como referência por autores tão diferentes quanto: Julio Cortázar, Tomás Eloy Martínez, Alejandra Pizarnik,…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...