Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

Zadie Smith - Ritmo Louco

Imagem
Zadie Smith - Ritmo Louco (título original: Swing Time) - Editora Companhia das Letras - 528 Páginas - Tradução: Daniel Galera - Capa: Carlos di Celio - Lançamento no Brasil: 26/10/2018. Ritmo Louco (Swing Time) é o quinto romance da bem-sucedida bibliografia de Zadie Smith, hoje uma referência na literatura contemporânea em língua inglesa (ler as resenhas de Sobre a Beleza e NW ). Filha de mãe jamaicana e pai inglês, assim como sua protagonista e narradora sem nome neste livro, a autora volta a escrever sobre alguns temas recorrentes em suas obras anteriores, a partir do ponto de vista de uma mulher negra e pobre que enfrenta conflitos familiares e tenta encontrar formas de crescimento e participação em uma sociedade de oportunidades desiguais.  No entanto, apesar da ótica feminista e do caráter de denúncia social e preconceito racial, o livro não se enquadra somente nessas categorias e é, antes de tudo, um r omance de formação sobre a amizade e afastamento entre duas mulhe

Vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2018

Imagem
Imagens dos três primeiros colocados das categorias romance e contos Divulgados os vencedores das nove categorias do Prêmio Literário Biblioteca Nacional, versão 2018. Neste ano, a organização considerou as obras, em primeira edição, publicadas e impressas no período de 1º de maio de 2017 a 30 de abril de 2018, em dia com a Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994, de 14 de dezembro de 2004) e que possuam número de registro ISBN válido no Brasil. Realizado anualmente desde 1994, o Prêmio Literário Biblioteca Nacional contempla autores, tradutores e projetistas gráficos brasileiros em nove categorias: poesia, romance, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. Categoria Conto – Prêmio Clarice Lispector Vencedor: Gustavo Pacheco, com a obra “Alguns humanos”, Tinta-da-China. 2º lugar: Pedro de Souza, com a obra “Zoografia: zooalgia”, Nankin Editorial. 3º lugar: Noemi Jaffe, com a obra “Não está mais aqui quem fa

Tobias Carvalho - As coisas

Imagem
Tobias Carvalho - As coisas - Editora Record - 144 Páginas - Capa: Renan Araujo - Lançamento: 22/10/2018. Vencedor do prêmio Sesc de Literatura de 2018 na categoria de contos, Tobias Carvalho apresenta uma variedade de técnicas narrativas em  As coisas , mas sempre com base em uma mesma unidade temática, que ainda enfrenta barreiras para encontrar espaço na literatura brasileira, os encontros e desencontros de um jovem homossexual em nossa época de redes sociais e aplicativos de encontros sexuais. O texto, direto e sem concessões, descreve uma realidade que ainda tem muito de clandestina e é ignorada ou evitada por grande parte da sociedade brasileira, com poucos autores dedicados, como o já clássico Caio Fernando Abreu ou, mais recentemente, João Silvério Trevisan. Normalmente, como não poderia deixar de ser, trata-se de uma literatura de resistência, marginalizada e impregnada de contestação e ativismo político.  No entanto, seria uma injustiça com Tobias Carvalho, aprisio

Vencedores do Prêmio Jabuti 2018

Imagem
O cearense Mailson Furtado Viana venceu a 60ª edição do Prêmio Jabuti, o mais tradicional troféu literário do Brasil, na categoria Poesia e também foi escolhido pela organização como livro do ano. A obra "à cidade" foi publicada de forma independente, o que pode inspirar outros autores sem contratos com editoras. Segundo matéria do jornal Estadão: Esse livro foi todo feito à mão, inclusive o desenho da capa é meu”, disse o autor, emocionado, no palco. “Estou ainda mais feliz porque é uma obra que narra sobre o meu lugar. Uma cidade (Varjota) que nasceu há menos de 50 anos e nunca entrou em nenhum registro bibliográfico.” O prêmio de Romance do ano  foi para Carol Bensimon, por "Clube dos Jardineiros de Fumaça" da Editora Companhia das Letras, e Maria Fernanda Elias Maglio levou o primeiro lugar na categoria Contos com ""Enfim, Imperatriz", lançamento da valente editora independente Patuá.  Segue abaixo a relação completa de vencedores de cad

Juliana Leite - Entre as mãos

Imagem
Juliana Leite - Entre as mãos - Editora Record - 256 Páginas - Capa de Leonardo Iaccarino sobre ilustração de Jeanie Tomanek (Paper Doll, óleo e colagem, 2009) - Lançamento: 22/10/2018. Romance vencedor do prêmio Sesc de Literatura de 2018, Entre as mãos surpreende pela originalidade na construção do texto e uma segurança difícil de se encontrar em uma autora estreante. Alternando passado, presente e futuro, assim como diferentes vozes narrativas, Juliana Leite apresenta ao leitor uma sofrida protagonista chamada Magdalena, jovem tecelã que sobrevive a um grave acidente, passando por um longo período em coma no hospital e um posterior processo de reaprendizado da fala e de reconstrução do corpo, incluindo uma das mãos, severamente queimada, em uma imagem que é uma das chaves do livro: "usar as mãos para sobreviver". Na verdade, o tema principal do romance é a sobrevivência em um sentido bem mais amplo do que a recuperação física devido aos efeitos brutais do acide

Vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura 2018

Imagem
Divulgados os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura, versão 2018. A premiação, promovida pelo Governo do Estado de São Paulo, é dividida em três categorias com os seguintes valores: R$ 200 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano; R$ 100 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano – Autor Estreante com até 40 anos e R$ 100 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano – Autor Estreante com mais de 40 anos. Todos os livros foram publicados em 2017. Este ano temos três mulheres com três livros fortes dividindo a premiação: Ana Paula Maia (Editora Record), Aline Bei (Editora Nós) e Cristina Judar (Editora Reformatório). Fico particularmente feliz pelo reconhecimento para a jovem escritora Aline Bei que resenhei este ano aqui na página ( Ler aqui resenha completa para O Peso do Pássaro Morto ). Outra boa notícia é a escolha de duas editoras independentes: Nós e Reformatório. Segue relação das vencedoras com resumo biográfico disponibilizado pela organização