Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2019

Margarida Patriota - Cárcere privado

Imagem
Margarida Patriota - Cárcere privado - Editora 7Letras - 180 Páginas - Coordenação Editorial de Isadora Travassos e Jorge Viveiros de Castro - Capa: Alice Garambone - Lançamento: julho de 2019.
A cidade de Brasília é o cenário deste romance policial, no qual o crime e a autora – no caso, a narradora-protagonista – são revelados logo no parágrafo de abertura, mas as motivações serão levadas ao conhecimento do leitor muito lentamente, ao longo de todo o livro. É difícil acreditar na veracidade dos fatos e no caráter de uma narradora nada confiável, que submete uma outra mulher a um regime de cárcere privado com requintes de crueldade. Este sentimento de incerteza é conduzido com muita habilidade pela autora, que oculta e revela ao mesmo tempo, em uma abordagem psicológica.
"Lacei-a com fita adesiva de empacotamento, até gastar o rolo todo. A manobra desagradável resultou expedita, pelo menos. Gastei para embrulhá-la tempo inferior ao previsto. Tampouco cuidei de caprichar no embrulho…

Adri Aleixo e Lori Figueiró - Das muitas formas de dizer o tempo

Imagem
Adri Aleixo e Lori Figueiró - Das muitas formas de dizer o tempo - Editora Ramalhete - 64 Páginas - Apresentação da poeta Adriane Garcia - Gênero: Poesia e Fotografia - Lançamento: 2019.
É bonito quando dois artistas assumem uma tarefa impossível como dizer o tempo, ora o tempo não se diz nem se explica, como bem sabemos. Neste livro, a poeta Adri Aleixo e o fotógrafo Lori Figueiró aceitaram o desafio e, inspirados pelas paisagens e a sabedoria da gente simples da região do Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais, criaram essa homenagem à natureza, feita de versos e imagens.

Falando de sertão é impossível não lembrar da literatura mágica de João Guimarães Rosa, o "feiticeiro das palavras", que é citado na epígrafe com um trecho do conto Os Cismos, em uma outra brilhante tentativa de descrever o tempo: "Mas, naquele raiar, ele sabia e achava: que a gente nunca podia apreciar, direito, mesmo as coisas bonitas ou boas, que aconteciam. Às vezes, porque sobrvinham depressa e ine…

Thiago de Barros - N(ovo)

Imagem
Thiago de Barros - N(ovo) - 176 Páginas - Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal - Coordenação Editorial: Thiago de Barros - Design Gráfico: Hugo Pereira - 2ª Edição, 2019.

Tudo é válido na polifonia narrativa de Thiago de Barros, incluindo a presença de Clarice Lispector, Hilda Hilst e Caio Fernando Abreu, em uma espécie de sessão mediúnica literária ou, nas palavras do próprio autor, uma "psicografia inventada". Bruxaria, fantasmas, pássaros, anjos e demônios, sem faltar os célebres pactos com o demônio, também estão presentes neste romance experimental que mistura elementos de filosofia, ficção e metalinguagem.

O autor escolheu uma epígrafe certeira do último livro de poesias de Hilda Hilst, Cantares do sem-nome e de partidas (1995), Cantares III: "Isso de mim é marulhoso / E tenro. Dançarino também. Isso de mim / É novo: Como quem come o que nada contém. / A impossível oquidão de um ovo." O livro é dividido em quatro capítulo…

André Luiz Pinto - migalha

Imagem
André Luiz Pinto - migalha - Editora 7Letras - 72 Páginas - Posfácio de Tarso de Melo - Coordenação Editorial: Isadora Travassos - Lançamento: 2019.
A poesia de André Luiz Pinto reflete a estranheza e o desconforto de uma época sem heróis, um mundo globalizado, contudo estéril de ideias e ideais. Fazemos parte, querendo ou não, de uma geração que pensa construir uma "revoluçao sem sair da poltrona", por meio de uma rebeldia que se limita a postagens de repúdio nas redes sociais. E assim ficamos, cada vez mais conectados, ironicamente solitários e isolados, ou alguém ainda duvida disso?

Esta é a dolorosa matéria-prima com a qual o poeta escolheu trabalhar: a insignificância e a violência de um tempo sem esperança, opção que fica clara em um estilo minimalista de versos curtos, mas que o leitor não se engane com a pretensa simplicidade, a surpresa vem quando menos se espera, como no poema que empresta o título ao livro: "Fiz como você pediu / cortei o poeta / em versos / e …

Ana Elisa Ribeiro - Dicionário de imprecisões

Imagem
Ana Elisa Ribeiro - Dicionário de imprecisões - Editora Impressões de Minas - 132 Páginas Projeto gráfico de Elza Silveira - Ilustrações de Wallison Gontijo - Lançamento: 2019
O projeto do livro tem como ponto de partida uma ideia original e muito bem executada por Ana Elisa Ribeiro: fazer poesia com a multiplicidade de definições de algumas palavras, prova de que somos incapazes de dominar por completo o léxico do nosso próprio idioma e que, em alguns casos, mesmo os dicionários tradicionais podem ser fontes pouco confiáveis. Sempre com uma abordagem inteligente e bem-humorada a autora nos apresenta alguns verbetes inusitados que podem revelar, por exemplo, certos preconceitos de gênero enraizados na sociedade ou simplesmente servir de motivo para escrever mais um poema.

Entendo que as tais imprecisões mencionadas no título são decorrentes do caráter incerto do nosso viver, sujeitando as palavras às percepções vivenciadas individualmente e que nenhum dicionário, por mais completo que s…

Sérgio Fantini - Quarenta

Imagem
Sérgio Fantini - Quarenta - Editora Pulo - 114 Páginas - Projeto Gráfico e Capa de Jão sobre fotos de Ricardo Laf - Lançamento: Maio/2019.
Era uma vez uma época, antes da internet e redes sociais, na qual os recursos de autopublicação e divulgação eram praticamente inexistentes fora do circuito das grandes editoras. Durante a década de 1970, muita poesia foi publicada por meio de fanzines ou em pequenas edições de baixo custo, datilografadas e mimeografadas, o que permitiu a circulação de textos originais e o surgimento de um movimento que passou a ser conhecido como geração mimeógrafo, ou poesia marginal, por ter se desenvolvido à margem do sistema de publicação tradicional.

O poeta mineiro Sérgio Fantini foi um desses desbravadores da poesia marginal no Brasil e este livro resgata quarenta anos da sua produção poética desde 1979, com uma seleção de poemas de seus oito livros e memórias sobre uma época pré-internet que acaba se confundindo com a história do nosso país nas quatro última…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...