Kaki King

Dreaming of RevengeKatherine Elizabeth King, ou simplesmente Kaki King como é mais conhecida a jovem instrumentista norte-americana de 28 anos, está ficando cada vez mais conhecida e divulgada na mídia. O motivo é que além de ser dona de uma técnica original e também invejável no campo da "acoustic guitar" ela tem se mostrado também uma compositora com algum apelo comercial, mas sem prejuízo da qualidade, como podemos comprovar em seu quarto álbum “Dreaming of Revenge“ lançado em Março deste ano.

Kaki King já foi tema de revistas especializadas como a Guitar Player e a Rolling Stone, que chegou a considerá-la como uma deusa da guitarra. Ótimo resultado para uma garota que começou tocando em estações de metrô para ganhar uns trocados. A técnica percursiva de Kaki King tem a denominação de "tapping", que consiste em utilizar o braço da guitarra ou violão pressionando-se as cordas como em um teclado. O vídeo abaixo mostra bem esta técnica.

Comentários

Maria Augusta disse…
Prefiro quando tocada na forma tradicional, mas acho interessante conhecer estas novas formas de expressão musical.
Se além de inovar na técnica a moça também é compositora, merece largamente o sucesso que está alcançando.
Abraços e um bom dia para você.
Kovacs disse…
Maria Augusta, seguindo o link que apontei para o site dela no "my space" você vai encontrar muito material disponível (vídeos, CDs) com composições de qualidade e constatar que ela tem realmente muito potencial.
Renata Miloni disse…
Que bom ver a Kaki num blog brasileiro. :-)
Kovacs disse…
Renata Miloni, editora da revista eletrônica literária "Malagueta", que honra a sua visita!

Aproveito para divulgar para todos esta excelente iniciativa, é só conferir a edição # 9 no site: http://revistamalagueta.com

Obrigado pela visita e volte sempre.
Clara Lopez disse…
kovacs, não conhecia a moça, interessante... a renata tb já comentou no copa brasileira de literatura...:)
um abraço,
clara lopez
Ana R. disse…
Não conhecia a Kaki King, nem nunca havia ouvido falar. E certamente é muito talentosa. Mas eu não achei muito agradável de ouvir, confesso....Preciso ouvir outras composições para conhecê-la melhor.
Bom fim de semana!
Kovacs disse…
Clara Lopez, obrigado pela visita e parabéns pela sua resenha de Sándor Márai, gostei muito.
Kovacs disse…
Ana, como já comentei acima, acho que vale a visita ao site da Kaki King no "my space" para conhecer melhor o trabalho dela. O vídeo que eu postei serve apenas para dar uma idéia da técnica.
Djabal disse…
Extrair do instrumento a potencialidade que ele tem. Essa é a idéia. Adaptar o instrumento à música. O ritmo é frenético, moderno, sincopado, como aliás é o homem de agora. Creio que fará muito sucesso. Grande descoberta. Passar sempre por aqui é obrigatório. Abraços.
Kovacs disse…
Djabal, perfeita a sua análise sobre a característica percursiva moderna, mas obrigatório mesmo é passar sempre no http://havesometea.net/NonLiquet/. Obrigado pela visita e comentário.
JLM disse…
Me lembrou o filme O Som do Coração (August Rush).

1 abraço.
Kovacs disse…
Jefferson, muito bom! A técnica é a mesma, utilizando a amplificação para conseguir efeitos com ambas as mãos (como em um teclado). Stanley Jordan é outro guitarrista que utiliza muito este efeito. Obrigado pelo comentário muito apropriado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura francesa