Radiohead - No Surprises

OK ComputerJá não é a primeira vez que falo sobre o Radiohead por aqui e, principalmente, sobre "OK Computer" que é um album com arranjos que sempre apresentam alguma novidade mesmo depois de várias audições. "No Surprises" é uma composição viciante e menos "badalada" do que as consagradas "Karma Police" e "Paranoid Android", mas que consegue transmitir uma parte da infinita melancolia de Thom Yorke e também do homem moderno, solitário e sem esperanças.

As letras completas do Radiohead, por album, podem ser encontradas no endereço: "green plastic" e traduções estão disponíveis em vários sites. A versão abaixo é uma apresentação ao vivo no Festival de Glastonbury, 2003.

No Surprises
(Radiohead OK Computer 1997)


A heart that's full up like a landfill,
a job that slowly kills you,
bruises that won't heal.
You look so tired-unhappy,
bring down the government,
they don't, they don't speak for us.
I'll take a quiet life,
a handshake of carbon monoxide,

with no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
Silent silence.

This is my final fit,
my final bellyache,

with no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises please.

Such a pretty house
and such a pretty garden.

No alarms and no surprises,
no alarms and no surprises,
no alarms and no surprises please.



Comentários

Seu blog é muito bom! Parabéns! Viva a arte!
Kovacs disse…
Flávia, obrigado e seja muito bem-vinda, viva a arte!
Gabriela Ventura disse…
Ah, Kovacs, No surprises é, provavelmente, minha composição favorita do Radiohead - e você sabe, também considero o OK Computer um dos melhores álbuns que já passaram por meus ouvidos. É tietagem séria.

Seu post me lembrou de que, daqui a pouco fará um ano que o Radiohead passou pelo Brasil. Mas a sensação que tive ao cantar em uníssono com Thom Yorke e mais não sei quantas mil pessoas os primeiros versos de Nor surprises... ah, essa persiste. :)
Kovacs disse…
Gabriela, acho que somos dois obcecados (não sei se é a melhor palavra, no meu caso acho que sim) por Radiohead. Ainda me lembro bem daquela apresentação no ano passado, simplesmente sensacional!
Eduardo Barbossa disse…
Fantástico seu blog.
Encontrei-o por seu post sobre Yeats.
Parabéns, estarei acompanhando.

EDUARDO BARBOSSA

PS: Quando tiver um tempo, conheça os meus trabalhos em meu blog.
fdots disse…
"no surprises" é a minha música favorita do radiohead também. não sou exatamente uma fã ardorosa, mas não tem como negar a criatividade dessas composições.
Kovacs disse…
Eduardo, primeiramente obrigado pela visita, uma pessoa que busca Yeats só pode ser legal! Achei o seu blog bem interessante e passo a acompanhá-lo, parabéns!
Kovacs disse…
fdots, existem poucas bandas criativas no cenário Pop/Rock atual e Radiohead com certeza é uma delas, obrigado pela visita!
myra disse…
fantastico blog, amigo meu, ...espero...
se nao me engano voce foi um dos seguidores do blog de Iosif Landau, ou me engano?
se é assim quero te dizer que fiz um blog para continuar a falar com ele...se quizer ver é:

www.gigi-e-myra.blogspot.com

tem pessoas que acham que é uma falta de pudor meu..mas eu nao somente preciso continuar a estar atras do computer , e ele tambem, mas estou e vou publicar trechos de seus livros e outros escritos.
Me diz com toda sinceridade que acha?
um abraço,
Kovacs disse…
Caríssima Myra, sem dúvida que eu era um leitor assíduo do site de seu irmão que sempre considerei como um grande escritor. Achei a sua idéia excelente e pode contar sempre comigo para divulgação deste espaço, estarei sempre por lá sem dúvida. Muitas saudades dos textos do Iosif Landau! Grande abraço para você!
Lígia Guedes disse…
Caro Kovacs,

Este espaço é emocionante, sem dúvidas...

Bom domingo!
Kovacs disse…
Lígia, muito obrigado pelo comentário gentil. Emocionante é encontrar comentários sempre tão carinhosos por aqui!
Se7e/5 disse…
Como bem se sabe, muito do que parece não é, não é verdade?

Pois é, por isso e seguindo os temas delicados que a situação exige, o se7e/5 pretende abordar o problema da maneira mais séria possível. Sei que não é fácil e, para dizer a verdade, reconheço que é uma tarefa fodida e até muito perigosa mas, como dizia o "outro", alguém tem de a fazer. Não pense caro/a amigo que aqui o se7e/5 não ponderou , apenas, num assomo de desejo, partiu para a conquista e só porque a menina blogosfera estava com as perninhas bem escancaradas resolveu F..-la. Não, apenas enfrentar a "coisa" de frente sem medo do bicho nem da bicha ou bichona. Os temas devem ser tratados de maneira séria e responsável e não podemos (conto com vocês) deixar que a loucura invada as mentes mais desprevenidas. Nossos amigos e, principalmente as amigas, essas boazonas,devem ser protegidas do bicho papão, esse cabeção que tenta por todos os meios enfiar-se em tudo que lhe cheira a buraquinho acidoso. Tal como o nosso querido amigo e muito estimado J.W.Bush muito bam disse, "quem não está por nós, está contra nós". Aqui o se7e/5 diz que a esse W só lhe faltava o C, e deviam era empacotá-lo por trás e a seco, mas como isso não vem a propósito, e para finalisar que se faz tarde, quero deixar bem claro que não estou com ninguém e eu próprio estou contra mim e só por isso concordo comigo e tudo farei para que vocês, meus prezados amigos leitores, assumam a mesma atitude e vice-versa.
Kovacs disse…
Caro Se7e/5, desejo boa sorte com o seu movimento caótico/anarquista no qual consigo ver lampejos de literatura em meio à rebeldia. Obrigado pela visita e deixo aqui o seu texto sem qualquer moderação para apreciação dos amigos deste blog.
myra disse…
obrigada, meu querido amigo, ( posso chamar assim? )
sim, continuareo pondo escritos do meu irmao,
um grande abraço,
Gigi-e- Myra disse…
outro grande abraço,
Djabal disse…
Interessante como passei a ver as ligações entre fatos, receitas, comportamentos e a vida em si. Graças ao Georges Perec, e a você mesmo, e sua versatilidade indispensável. Graças ao André de Leones e ao Kovacs pude entrar neste mundo inteiramente novo e moderno, eu que estava parado no começo do século vinte, pulei de cabeça no vinte e um. Desesperançado e fascinado pela beleza. Abraços.
Kovacs disse…
Amigo Djabal, obrigado pelos comentários sempre generosos e estamos juntos nesta busca pela beleza, perdidos neste início louco de século!
myra disse…
amigo nosso, obrigada pelas tuas palavras, no nosso blog...um abraço bem grande
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura francesa