Vencedores do Prêmio Portugal Telecom 2010

Prêmios literários

Leite Derramado (editora Companhia das Letras), de Chico Buarque, foi o vencedor da oitava edição do Prêmio Portugal Telecom e receberá uma premiação de R$ 100 mil. Em segundo lugar ficou o romance Outra Vida (editora Alfaguara), de Rodrigo Lacerda, que ganhará R$ 35 mil, e em terceiro, o volume de poemas Lar (editora Companhia das Letras), de Armando Freitas Filho, que levará R$ 15 mil. Chico Buarque declarou que não leu todos os concorrentes, mas que Leite Derramado "não é um mau livro", afirmando também que "merecia estar entre os primeiros, talvez".

Chico Buarque repetiu a dose após ter levado também em 05/11 o Jabuti 2010 em escolha do júri oficial formado por editores e também do júri popular, uma novidade na edição deste ano. Interessante que, na categoria Romance do mesmo Jabuti 2010, Leite Derramado havia ficado em segundo lugar atrás de Edney Silvestre com Se eu fechar os olhos agora (editora Record).

Comentários

Gerana Damulakis disse…
Nem sei o que dizer porque as letras de CB são geniais, mas não gosto dos livros dele.
nostodoslemos disse…
Kovacs,

Confesso que interrompi a leitura de "Leite Derramado".
Mas fico feliz pois um prêmio é sempre um incentivo às letras, independente de qualquer coisa.
Obrigada por informar.
Alexandre Kovacs disse…
Gerana, uma parte da crítica também não havia gostado muito deste "Leite Derramado" na ocasião do lançamento. Não posso opinar, pois confesso que ainda não li.
Alexandre Kovacs disse…
Lígia, de Chico Buarque só li "Budapest" que achei sensacional (ainda mais pela minha ascendência húngara). Aguardo uma oportunidade para ler "Leite Derramado" e depois escrevo aqui no blog a minha opinião.
Carol Leal disse…
Seu Blog ta muito legal, parabéns! Mas que tal colocar seu blog com dominio proprio, muito mais facil das pessoas aprenderem seu endereço. Caso tenha interesse entre em contato conosco pelo endereço www.carolleal.com.br.
Alexandre Kovacs disse…
Carol, obrigado pela visita e vou lá conhecer a sua página.
Eliana BR disse…
Pois é, comeceib a ler Leite derramado e também nao gostei... parei. Vou tentar de novo. Mesmo Estorvo ja tinha achado "modo poesia" e nao "épico". Enfim...
Obrigada pelo Blog, sempre utilissimo.
Eliana
Regina Porto disse…
Caro Kovacs,
Tenho Leite derramado desde que foi lançado: não consegui chegar à metade. De chico Buarque li também Estorvo e Budapeste. Por mim, ele voltava a compor coisa que sempre fez muito bem.
recomendo: Se Eu Fechar Os Olhos Agora, de Edney Silvestre.
Estou lhe convidando para participar do grupo de leitura "Saideira 2010" da comunidade Livroerrante, no Orkut.
abraço.
Alexandre Kovacs disse…
Eliana, obrigado por comentar e Chico Buarque parece não estar agradando mesmo aos leitores do blog com "Leite Derramado".
Alexandre Kovacs disse…
Regina, mais um voto contra "Leite Derramado"! Sobre Edney Silvestre li os três primiros capítulos de "Se Eu Fechar os Olhos Agora" em uma tarde na Livraria da Travessa do Leblon e gostei muito.
Definitivamente, com essa premiação a esse livrinho do chico a idoneidade tanto do jabuti quanto do portugal telecom saiu completamente comprometida para mim, não são prêmios sérios a patir de agora, e o livro do chico é ruim, ganhou porque é chico, uma pena.
abraço,
clara
Alexandre Kovacs disse…
Clara, este assunto está se transformando em uma unanimidade por aqui, será que nenhum visitante irá apoiar "Leite Derramado"?
M. disse…
Já o li. Assim como Budapeste e Benjamim.

Tem algum defeito o Chico Buarque?

Dos 3 foi este que gostei mais.
Alexandre Kovacs disse…
M., aparentemente o Chico não tem defeito nenhum, longe disso! :)
Flavio disse…
Do "Leite derramado" não posso falar, ainda não li. Mas estou lendo "Se eu fechar os olhos agora", que ganhou aquele tanto de prêmios ano afora... Juro que ainda não entendi o porquê. Informações históricas enxertadas de jeito forçado, diálogos repetitivos, personagens a serviço dos acontecimentos, enfadonho... estranho, viu.
Alexandre Kovacs disse…
Flavio, sobre o Edney Silvestre li apenas os três primeiros capítulos na livraria, mas não achei tão estranho como você comentou. Questão de gosto, coisas que acontecem na literatura.

Esta questão polêmica sobre o Jabuti para o Chico Buarque (que contiunua gerando comentários na mídia), entre outras coisas, talvez seja uma consequência de acharmos que os livros premiados devam ser todos "obras-primas" e não apenas os melhores livros do ano em cada categoria.
Anônimo disse…
O melhor livro do Chico é Gota D'Água, texto da peça do mesmo nome, talvez por ter sido escrito em conjunto com Paulo Pontes. Fazenda Modelo é ruim, da mesma forma que Estorvo (livro e filme); Benjamim (livro e filme) é passável e o resto desisti de ler. Budapeste, o filme, é chato e presunçoso, vi menos de 30 minutos e Leite Derramado não quero nem de graça. Como cantor e letrista Chico é único.

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 obras mais importantes da literatura dos Estados Unidos

As 20 obras mais importantes da literatura japonesa