Vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura 2012

Prêmios literários

Divulgados os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura 2012, Suzana Montoro, autora de "Os hungareses" (Ofício das Palavras), e Bartolomeu Campos de Queirós (in memoriam), que escreveu "Vermelho Amargo" (Cosac Naify), foram os vencedores das categorias "Melhor Livro do Ano - Autor Estreante" e "Melhor Livro do Ano", respectivamente, com direito a R$ 200 mil cada, o maior valor no Brasil para uma premiação de literatura.

Nesta quinta edição do Prêmio São Paulo de Literatura, foram selecionados 20 finalistas, dez para cada categoria, dentre um total de 209 livros participantes. O júri foi composto por acadêmicos, críticos literários, livreiros, escritores e bibliotecários. A decisão do júri acabou surpreendendo já que os autores favoritos eram: Michel Laub, Luiz Ruffato e Tatiana Salem Levy.

Comentários

Bia Machado disse…
Muito legal! Do Queirós eu conheço as obras infantis, que sempre uso em sala de aula. Vou procurar esses títulos para conferir.
Alexandre Kovacs disse…
Bia, ainda não conheço nada de Bartolomeu Campos de Queirós, mas fiquei motivado pelas resenhas que li sobre Vermelho Amargo. Também tenho interesse no romance de Suzana Montoro devido à minha ascendência húngara.
Anônimo disse…
Kovacs, fiquei muito feliz com a premiação, ainda que tardia, de Bartolomeu Campos de Queirós. Só conheço dele, Vermelho amargo que é uma prosa poema. Tão encantador que me vi por dias com as imagens desse livro e seu "amargor". Vale a pena ler. É coisa de uma tarde. E a edição da Cosac Naify está estupenda. Um abraço,
Alexandre Kovacs disse…
Peregrina / Ladyce, então é mais uma recomendação importante para lermos Vermelho Amargo. Obrigado por comentar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 melhores utopias da literatura

Finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2019

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

As 20 obras mais importantes da literatura francesa