Julianne Moore, carisma, moda e quadros famosos

Mulher sentada com joelho dobrado - Egon Schiele
Mulher sentada com joelho dobrado, 1917 por Egon Schiele

Fernando Meirelles, durante as filmagens de  "Ensaio sobre a Cegueira", criou um blog chamado "Blindness" para descrever a rotina de trabalho e a evolução da produção. Neste blog ele escreveu uma postagem sobre o carisma de certos atores exemplificado por uma observação do fotógrafo César Charlone sobre Julianne Moore. Segundo ele, os enquadramentos feitos no período de descanso dos atores, quando se utilizam "stand ins", pessoas que ocupam as marcações temporariamente para preparação da iluminação, sempre se mostravam insatisfatórios ou incompletos, pois a imagem só se concretizava com a presença de Julianne Moore.

Adele Bloch-Bauer I, 1907 por Gustav Klimt
Adele Bloch-Bauer I, 1907 por Gustav Klimt

Mais uma prova do carisma de Julianne Moore foi apresentada pelo fotógrafo Peter Lindbergh que preparou uma série para a revista de moda Harper´s Bazaar em 2008 inspirada em quadros famosos de Egon Schiele, Gustav Klimt, Modigliani entre outros.

Mulher com Abanador, 1919 por Amadeo Modigliani
Mulher com Abanador, 1919 por Amadeo Modigliani

Comentários

myra disse…
voce colocou uns preferidos artistas meus! adoro o Klimt e o Schiele eqto ao Modigliani, que maravilha!!!me faltou obvio Van Gogh e Paul Klee!!!!!
besos
Kovacs disse…
Myra, uma excelente seleção sem dúvida! Onrigado pela visita e comentário.
Túlio disse…
Gostei mto da recriação de Modigliani. Um quadro interessante. Uma mulher lânguida. Quase escorrendo. Eu me atreveria a dizer até, quase aprisionada por sua prórpria figura. E as cores, não são nem suaves, nem berrantes, muito menos neutras. E esse é o trunfo, exatamente por não se encaixar em nenhum elemento facilmente identificável, provoca tanta perturbação!Ótimo, ótimo post. Em breve seria legal ver algo sobre Edward Hopper. Ok? Abs.
Natasha. disse…
já tinha visto este ensaio, julianne moore hipnotiza sempre. Só senti falta posição das mãos na interpretação do quadro de adele bloch-bauer, do klimt. se a intenção era chamar mais atenção para o vestido, perderam muito...
Kovacs disse…
Túlio, sobre Modigliani entendo que ele é um daqueles artistas que sempre serão modernos. Obrigado pelo ótimo comentário!
Kovacs disse…
Natasha, excelente observação, acho mesmo que no final a intenção era vender as roupas, mas não deixa de ser um belo trabalho!
Nicole Rodrigues disse…
Puxa que post interessante! Um dos mais bacanas que já vi por aqui. A Julianne é mesmo de outro mundo... ontem eu assisti "The Kids are all right" e não consegui parar de olhar pra ela. Ela é tão mundana e tão metafísica ao mesmo tempo... se é que você me entende Mr. Kovacs (rsrsrs).
Kovacs disse…
Nicole, você resumiu muito bem: "mundana e metafísica"! Obrigado pelo comentário.
Laura Fuentes disse…
Bacana você nos trazer essa atriz bonita e carismática, nessa ligação com a moda e as artes plásticas. Amei!
Kovacs disse…
Laura, fico feliz que tenha gostado. Obrigado pela visita!
Gosto do contorcido da arte expressionista. Consegue passar nas formas dadas pelo artista, todo o sofrimento. Desta vertente, gosto de Schiele e Munch.
Alexandre Kovacs disse…
Fernanda, obrigado por comentar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura francesa