20 Momentos de Nelson Rodrigues

O anjo pornográfico
Na minha opinião "O Anjo Pornográfico" é a melhor biografia já escrita por Ruy Castro, mas é claro que esta opinião é influenciada pela minha admiração incondicional à inteligência e originalidade de Nelson Rodrigues (1912-1980). Não é a intenção deste texto desenvolver uma resenha, até porque não costumo resenhar livros lidos há algum tempo. Acho que o motivo principal desta postagem é relembrar alguns bons momentos do escritor Nelson Rodrigues, um autor muitas vezes  perseguido e rotulado. Esta passagem de Ruy Castro resume bem o que quero dizer: "Durante muitos anos, Nelson Rodrigues carregou a fama de "tarado". Em seus anos finais, a de "reacionário". Ninguém foi mais perseguido: a direita, a esquerda, a censura, os críticos, os católicos (de todas as tinturas) e, muitas vezes, as plateias - todos, em alguma época, viram nele o anjo do mal, um câncer a ser extirpado da sociedade brasileira. E, olhe, quase conseguiram".

Bem, acho melhor deixar a palavra com o próprio Nelson que, gênio ou louco, não precisa de maiores introduções, exceto os seus próprios textos:

(01) "Acaba de me ocorrer uma verdade realmente patética: - a grande dor não só não se assoa, como é humorística (...) A grande dor - a dor sem consolo terreno - dança mambo. Era exatamente mambo. As pessoas pulavam, chocalhavam, tinham espasmos de mambo." - A grande dor não se assoa - O Óbvio Ululante.

(02) "Essa dor agressiva e autêntica arrepiava. E havia, disseminado no ar, o medo de que o infeliz ferrasse os dentes em alguma mão ainda intacta. Durou o paroxismo de dez a quinze minutos. Por fim, a própria exaustão física serviu de sedativo. Gemia baixo. Mas, quando o sogro o convocou para ver a esposa, recuou como diante de uma blasfêmia. Num tremor de maleita, rilhando os dentes, soluçou: - Não vou! Não quero!" - A coroa de orquídeas - A Vida Como Ela É..

(03) "O Brasil é muito impopular no Brasil." - Flor de Obsessão: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues.

(04) "Desde garoto, porém, eu sentia a solidão negra. Eis o que aprendi do Brasil: - aqui o branco não gosta do preto; e o preto também não gosta do preto." - Onde estão os negros - O Óbvio Ululante.

(05) "Que brasileiro não tem uma vizinha gorda e cheia de varizes como uma viúva machadiana? Dirá alguém que a vizinhança forma um elenco abundante e diversificado. Não é bem assim. A vizinha autêntica e universal há de ser obesa. E mais: - é preciso que, na estação cálida, use um colar de brotoejas." - A feia solidão - O Óbvio Ululante.

(06) "Esse amor nas trevas, como se fossem dois cegos, era o seu ódio. Nunca a vira nua, nunca. Ou por outra: - já a vira, sim, uma única vez, por um segundo, uma fração de segundo. Ela estava no banheiro, tomando banho. Ah, esse corpo molhado! Levanta-se devagar, os pés descalços. Ele próprio se sentia abjeto. Fora de si, de cócoras, quase de gatinhas, colara o olho no buraco da fechadura." - Asfalto Selvagem - Engraçadinha seus Amores e Seus Pecados.

(07) "No quarto, quando se despia (e nunca na presença da mulher), punha-se diante do espelho. Seu rosto tomava a expressão de um descontentamento cruel. Lá estavam as canelas finas, diáfanas, o peito cavado, as costelas de Cristo. Sim, tinha uma nudez de Cristo magro, com um leve, muito leve revestimento de pele. No Colégio Batista, onde fizera o ginasial, era chamado de Bunda Seca. Bunda Seca." - O Casamento.

(08) "Toda unanimidade é burra." - A mulher que Amou Demais.

(09) "Toda mulher bonita leva em si, como uma lesão da alma, o ressentimento. É uma ressentida contra si mesma." - O Remador de Ben-Hur.

(10) "Tudo passa, menos a adúltera. Nos botecos e nos velórios, na esquina e nas farmácias, há sempre alguém falando nas senhoras que traem. O amor bem-sucedido não interessa a ninguém." - Flor de Obsessão: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues. 

(11) "O brasileiro é um feriado." - O Óbvio Ululante.

(12) "O brasileiro não está preparado para ser 'o maior do mundo' em coisa nenhuma. Ser 'o maior do mundo' em qualquer coisa, mesmo em cuspe à distância, implica uma grave, pesada e sufocante responsabilidade." - Quando os Tchecos Conseguiram.

(13) "Ou a mulher é fria ou morde. Sem dentada não há amor possível." - A Coroa de Orquídeas.

(14) "Deus me livre de ser inteligente." - A árvore da Educação.

(15) "O 'homem de bem' é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu." - A Cabra Vadia.

(16) "Até 1919, a mulher que ia ao ginecologista sentia-se, ela própria, uma adúltera." - Memórias.

(17) "O artista tem que ser gênio para alguns e imbecil para outros. Se puder ser imbecil para todos, melhor ainda." - Flor de obsessão as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues.

(18) "Nem toda mulher gosta de apanhar, só as normais" - A Impressão da Cultura.

(19) "Ninguém enxerga o óbvio. - E repetia: - Só os profetas enxergam o óbvio." - O Casamento. 

(20) "Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico."

Comentários

Li duas vezes o livro e achei fantástico.
Tanto essa biografia como a da Carmen Miranda são fantásticas.
Bento Moura disse…
Meu querido K,

Também adoro NR. Enquanto Oscar Wilde nos mostrou o Homem em Dorian Gray, Nelson desvelou o humano em toda sua amplitude e grandeza. Esquadrinhou a alma e a expôs sem dó nem piedade. Por isso os "facínoras" de plantão o perseguiu. Devem ter pensado... 'como assim publicar meu rosto se tão bem tratei de esconder e polir!'

Sabe aquela música da Adriana Calcanhoto "Eu gosto dos que tem fome, dos que morrem de vontade, do que secam de desejo, dos que ardem". Maravilhosa, porque uma vida requentada não é mesmo vida...

----

Eu fico acessando sua página e fico impaciente esperando suas letras. Não consigo ficar longe.

Bacana que seu filhote tem 7 anos, deve ser uma fase ótima. Acho sim que deve direcionar para os clássicos e com certeza o fará não com a severidade da imposição, mas com a leveza de quem apresenta um mundo que desconhece limites: O Mundo de K.

Hoje estou numa pieguice além da conta. Acho que é porque abri a janela e tinha uma família de passarinhos no varal. Não é lindo?
Abraços e ótimo domingo.
Bento.
Gi Freire disse…
Esse é um dos melhores livros que já li, fantástico!
O Ruy Castro é do melhor que há, grande dica my friend!
bejin e bom fim de semana:)
Gi
Lígia Guedes; disse…
K,

Gosto de: "Tudo passa, menos a adúltera. Nos botecos e nos velórios, na esquina e nas farmácias, há sempre alguém falando nas senhoras que traem. O amor bem-sucedido não interessa a ninguém."

Bento Moura,

Hoje não resisti ao teu comentário. Especialmente por já ter acompanhado muitos pássaros caídos do ninho (acima do meu varal - não o de poesias, de roupas mesmo). Alguns após um tempo ganharam voo livre no quintal, outros sucumbiram nas caixas, sufocados, cobertos, nos quartos das crianças, outros sobreviveram melhor na soleira da janela, emfim, tenho em meu pequeno quintal um verdadeiro cemitério de pássaros.

Um ótimo final de semana e tenho dito: este mundo é mesmo encantado!
Bento Moura disse…
Oi Lígia, tudo bem?

Fiquei com um nó na garganta quando descreveu as cenas dos pássaros em seu quintal.

Sei lá, um aperto no peito pelo impacto de "tenho em meu pequeno quintal um verdadeiro cemitério de pássaros". Imediatamente me veio aquele poema dos figos da Sylvia Plath. Ambos da mesma natureza: dolorosamente belos e pungentes.

Abraços,
Bento.

P.S.: Querido K, você se incomoda te eu ficar conversando com as pessoas aqui no seu Mundo?
Kovacs disse…
Alexandre, a biografia de Nelson Rodrigues é tão rica que parece que estamos lendo um romance. É claro que a escrita leve de Ruy Castro tem o seu valor (também gostei muito da biografia de Garrincha - Estrela Solitária, outra biografia que mais parece ficção)
Kovacs disse…
Bento, acho que você acertou em cheio, os dramas de Nelson Rodrigues apenas refletiam um lado oculto da sociedade da época (?) que ninguém gostava de ler e identificar.

Muito obrigado por plantar poesia aqui no espaço dos comentários. Esta imagem matinal de domingo com pássaros foi muito linda. Sabe, gosto muito quando os comentários levam o assunto para caminhos diferentes da postagem original e também adoro quando as pessoas conversam entre si.

Acho que você é um visitante que todo blog gostaria de ter. Sorte a minha!
Kovacs disse…
Gi Freire, andei visitando os seus blogs, belas fotos e ensaios (acho que uma postagem sem imagem perde muito do interesse e sempre procuro uma boa ilustração para o assunto). Ruy Castro é mesmo o mestre da biografia, imbatível.
Kovacs disse…
Lígia, esta citação é mesmo ótima, uma das melhores. Gosto muito também de: "O brasileiro é um feriado."

Obrigado pela dobradinha poética com o Bento Moura, esta conversa merecia ser uma postagem. Tenho muita sorte em ter reunido pessoas tão especiais por aqui.
Leila Silva disse…
Eu li essa biografia há alguns anos e também gostei muito.

Li o poema abaixo, maravilhoso, vou post-alo numa dessas sextas-feiras.

Abraços e bom resto de domingo.
Lígia Guedes; disse…
Bento Moura,

Fique tranquilo que estão todos bem cuidados, com oração e tudo, rsrs. Desculpa a má impressão causada mas não foi este o objetivo, tanto é que nem relatei aquele que foi deixado na varanda para tomar fresca e o gato do visinho... nem o outro que só foi encontrado o esqueleto meses depois atrás de um velho armário.

Na tentativa de salvá-los com cuidados extras, a passagem de alguns acabou por se fazer mais rápida.

Bom, tenha uma excelente semana, com ou sem pássaros.

p.s.: K, desculpa mas precisava me comunicar com o Bento.
Gerana Damulakis disse…
Como não li, nem pretendo, me dou por satisfeita com sua mirada, mirada de grande leitor.
Kovacs disse…
Leila, acho que ficaria bem na sua postagem tradicional: "poema de sexta-feira".
Kovacs disse…
Lígia, bom saber e como diz Mario Quintana: "só as núvens são eternas". Pobres passarinhos...
Kovacs disse…
Gerana, obrigado pela visita e comentário!
Djabal disse…
Concordo plenamente com a sua admiração pelo Nelson Rodrigues.
E também pela qualidade da obra do Ruy Castro.
Ele se superou nesta. Nós sempre achamos que parece impossível, mas em literatura, o impossível também acontece.
Obrigado pela lembrança e bom gosto. Um grande abraço.
Kovacs disse…
Caro Djabal, eu é que agradeço a sua lembrança e comentário sempre gentil.
myra disse…
eu tambem gosto muito de Nelson Rodrigues!
sabe, meu querido amigo, uma triste noticia, para o Brasil, e mUITO para mim, morreu um dos maiores artistas do Brasil talvz voce viu algo num jornal, no Rio. Ele se chama Wesley Duke Lee. Morava em Sao Paulo, se voce vai no meu blog, pode ir tbem no blog de Eduardo P.L. " Varal...e vai ver , sobre o Wesley, gostaria que vc. se quiser e se puder, escrevesse aqui algo sobre ele.
Era grande como ser humano e artista!
ou vce so se dedica à literatura?
e eu tabem li a biografia de Garrincha e adorei, tudo do Nelson eu li a ultima vez que fui ao Rio, meu irmao tinha estes livros e eu os devorei!!!
um abraço
Kovacs disse…
Myra, é uma grande perda para as ates plásticas no Brasil. Existe uma exposição dele em cartaz no momento no RJ ver neste link: http://www.pinakotheke.com.br/1046/

Vou ler o material que você publicou e também o Eduardo no "varal".
myra disse…
obrigada, querido amigo por ter acedido ao meu pedido, um grande abraço,
Ana Lúcia Parga disse…
Pondo em dia a visita ao teu blog, K, encontro esta homenagem ao Nelson Rodrigues. Muito bom! Um abraço.
Kovacs disse…
Ana Lúcia, Nelson Rodrigues é sempre oportuno não é mesmo?
Certamente tenho falhas gigantescas em minha cultura, e uma delas, talvez, seja não gostar de NR. Um cinismo pessimista, que sempre me incomodou, menos instigante por falar o óbvio, mas certamente vou gostar de tentar entendê-lo melhor e sua biografia pode ser um modo.
Alexandre Kovacs disse…
Dona Sra Urtigão, o Anjo Pornográfico é mais do que uma biografia, praticamente um romance, e explica um pouco como Nelson Rodrigues se transformou neste autor polêmico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Os melhores livros e resenhas de 2019

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 obras mais importantes da literatura italiana