Copa de Literatura Brasileira 2010/2011

Literatura brasileira contemporânea

A Copa de Literatura Brasileira (CLB) está de volta com a edição 2010/2011 organizada por Fernando Torres, Lucas Murtinho e Lu Thomé. Para quem ainda não conhece, cada jogo da CLB é definido pela análise e resenha do jurado previamente escolhido e que ficará sujeito a contestações dos "torcedores" através do espaço de comentários.  As omissões de pretensos livros "favoritos" (nesta edição: Leite Derramado de Chico Buarque, Pornopopéia de Reinaldo Moraes e Minha alma é irmã de Deus de Raimundo Carrero) adicionam ainda mais graça à competição, algo assim como uma crítica aos prêmios oficiais. Segue abaixo a tabela de "jogos" da Copa de Literatura Brasileira, versão 2010/2011, que está programada para iniciar no dia 28 de fevereiro, mas o espaço de comentários já foi aberto.

Oitavas de final

JOGO 1
Como desaparecer completamente, de Andre de Leones (Rocco, 2010) x Olhos secos, de Bernardo Ajzenberg (Rocco, 2009)
Jurado: Marcos Vinícius

JOGO 2
O filho da mãe, de Bernardo Carvalho (Companhia das Letras, 2009) x Se eu fechar os olhos agora, de Edney Silvestre (Record, 2009)
Jurado: Fabio S. Cardoso 

JOGO 3
Azul-corvo, de Adriana Lisboa (Rocco, 2010) X Hotel novo mundo, de Ivana Arruda Leite (Editora 34, 2009)
Jurado: Mauricio Raposo

JOGO 4
Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Reiners Terron (Companhia das Letras, 2010) x Os malaquias, de Andrea Del Fuego (Língua Geral, 2010)
Jurado: Eric Novello

JOGO 5
Uma leve simetria, de Rafael Bán Jacobsen (Não Editora, 2009) x Algum lugar, de Paloma Vidal (7Letras, 2009)
Jurado: Vinicius Castro

JOGO 6
Outra vida, de Rodrigo Lacerda (Alfaguara, 2009) x O gato diz adeus, de Michel Laub (Companhia das Letras, 2009)
Jurada: Tamara Sender

JOGO 7
Sinuca embaixo d’água, de Carol Bensimon (Companhia das Letras, 2009) x Elza, a garota, de Sérgio Rodrigues (Objetiva, 2009)
Jurado: Lucas Murtinho

JOGO 8
Nada a dizer, de Elvira Vigna (Companhia das Letras, 2010) x O livro dos mandarins, de Ricardo Lísias (Alfaguara, 2009)
Jurado: Kelvin Falcão Klein

Quartas de final

JOGO 9
Vencedor do jogo 1 x Vencedor do jogo 2
Jurado: Bernardo Brayner

JOGO 10
Vencedor do jogo 3 x Vencedor do jogo 4
Jurado: Antônio Xerxenesky

JOGO 11
Vencedor do jogo 5 x Vencedor do jogo 6
Jurado: Leandro Oliveira

JOGO 12
Vencedor do jogo 7 x Vencedor do jogo 8
Jurada: Simone Campos

Semifinais
JOGO 13
Vencedor do jogo 9 x Vencedor do jogo 10
Jurado: Carlos André Moreira

JOGO 14
Vencedor do jogo 11 x Vencedor do jogo 12
Jurado: Dr. Plausível

Final

JOGO 15
Vencedor do jogo 13 x Vencedor do jogo 14
Jurados: Todos + Fernando de Freitas Leitão Torres

Comentários

Mi Müller disse…
Eu acompanhei a última copa, e foi muito bom saber que este ano terá uma nova edição. Este tipo de ação é sempre enriquecedora para os que acompanham, pois trazem novos olhares sobre as obras, sem contar que as resenhas são sempre muito peculiares :)
estrelinhas coloridas...
Alex disse…
Achei bizarro isto. Nunca ouvi falar em algo assim. Livro em disputa como num esporte. Mas a justificativa no site explica muito e ajuda a entender suas intenções. Mais do que um prêmio literário obscuro, uma disputa de opiniões claras. Só não vale apelar, como no futebol ou no Jabuti do ano passado. Nada de brigas após o jogo.

Dos livros citados não li nenhum, mas interesso bastante pela literatura da Andrea Del Fuego.

Abraços, Kovacs.
MARLO RENAN disse…
Adoro esse tipo de "competição" (principalmente se for de cunho esportivo) entre livros... É um negócio agradável, divertido, e enriquecedor ao mesmo tempo!

Meu conhecimento de literatura nacional ainda é um pouco reduzido, praticamente voltado só a Erico Verissimo. Portanto, é bom acompanhar a Copa. :)
Kovacs disse…
Mi, as resenhas são sempre muito variadas e, por vezes, até mesmo parciais. Este é um dos motivos da competição se tornar tão divertida (imagino que não para os autores).
Kovacs disse…
Alex, no final é uma ótima e divertida oportunidade de conhecer autores contemporâneos. Na competição acontecem "zebras" e a disputa acaba sempre influenciada pela torcida na arquibancada que é o espaço de comentários.
Kovacs disse…
Marlo, você vai se divertir e ao mesmo tempo conhecer novos autores. Uma ótima dica acompanhar a CLB!
Lígia Guedes; disse…
Caríssimo amigo de literatura (srsrs),

Quem tem tempo para tanta leitura quando se tem sempre um 'relógio de ponto' aguardando...
Kovacs disse…
Lígia, obrigado por ter escrito este comentário. Ninguém escapa do Relógio de Ponto!
Djabal disse…
Eu conheço vários dos autores. Fico muito satisfeito pela novidade, pela tentativa de descoberta de novos valores, uma respirada funda na imensidão do ar da literatura. Estou torcendo, como se fosse uma partida mesmo, para o André de Leones. Muito original, e que fala de muito perto para nós, leitores. Logo ali da esquina, parece que está nos espreitando. Grande abraço.
Kovacs disse…
Djabal, acho uma iniciativa que é, ao mesmo tempo, séria e descontraída, como todas as grandes ideias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 obras mais importantes da literatura dos Estados Unidos

As 20 obras mais importantes da literatura italiana