Michel Houellebecq e Enrique Vila-Matas na longlist do International Booker Prize 2020

Literatura contemporânea

Divulgados os semifinalistas (longlist) do International Booker Prize versão 2020. Desde 2016 a organização, que considera romances de qualquer país, desde que traduzidos para o inglês, passou a premiar anualmente um livro específico e não o conjunto da obra do escritor. A lista de seis finalistas (shortlist) será divulgada em 02/04/2020.

Michel Houellebecq e Enrique Vila-Matas são os nomes mais fortes desta edição com ambos os romances já publicados no Brasil: Serotonina (Editora Alfaguara, 2019) e Mac e seu contratempo (Editora Companhia das Letrs, 2018), respectivamente.

Segundo procedimento da premiação, o valor de de 50.000 libras será dividido igualmente entre autor e tradutor. Segue a longlist completa com os 13 selecionados e as informações na seguinte ordem: Título (com link para a sinopse do livro) / Nome do Autor (Nacionalidade) / Nome do Tradutor / Editora.

Red Dog, de Willem Anker (África do Sul). Traduzido por Michiel Heyns (Pushkin Press);

The Enlightenment of The Greengage Tree, de Shokoofeh Azar (Irã). Tradutor anônimo (Europa Editions);


The Adventures of China Iron, de Gabriela Cabezón Cámara (Argentina). Traduzido por Iona Macintyre e Fiona Mackintosh (Charco Press);


The Other Name: Septology I – II, de Jon Fosse (Noruega). Traduzido por Damion Searls (Fitzcarraldo Editions);


The Eighth Life, de Nino Haratischvili (Geórgia). Traduzido por Charlotte Collins e Ruth Martin (Scribe UK);


Serotonin, de Michel Houellebecq (França). Traduzido por Shaun Whiteside (William Heinemann);


Tyll, de Daniel Kehlmann (Alemanha). Traduzido por Ross Benjamin (Quercus);


Hurricane Season, de Fernanda Melchor (México). Traduzido por Sophie Hughes (Fitzcarraldo Editions);


The Memory Police, de Yoko Ogawa (Japão). Traduzido por Stephen Snyder (Harvill Secker);


Faces on the Tip of My Tongue, de Emmanuelle Pagano (França). Traduzido por Sophie Lewis e Jenninfer Higgins (Peirene Press);


Little Eyes, de Samanta Schweblin (Argentina). Traduzido por Megan McDowell (Oneworld);


The Discomfort of Evening, de Marieke Lucas Rijneveld (Holanda). Traduzido por Michele Hutchison (Faber and Faber);


Mac and His Problem, de Enrique Vila-Matas (Espanha). Traduzido por Margaret Jull Costa e Sophie Hughes (Harvill Secker).

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura italiana