Leonard Cohen - A chama: Poemas, letras, desenhos, notas

Poemas, letras, desenhos, notas
Leonard Cohen - A chama: Poemas, letras, desenhos, notas - Editora Companhia das Letras - 608 Páginas - Tradução: Caetano W. Galindo - Capa: Rafaela Romaya - Ilustração de capa: Leonard Cohen - Lançamento: 2022.

Um lançamento para iniciados e não iniciados na arte do homem que compôs o clássico hino do rock Hallelujah, uma única canção que já justificaria toda uma carreira, contudo há muito mais na obra do músico e poeta canadense Leonard Cohen (1934-2016). O livro, organizado por seu filho Adam Cohen, reúne 63 poemas inéditos escritos ao longo de toda uma vida, letras de músicas dos últimos quatro álbuns, assim como notas e desenhos, a maioria autorretratos, extraídos dos cadernos de anotações do autor. Nesta edição bilíngue consta também o discurso de agradecimento do artista ao receber o prêmio Príncipe das Astúrias, na Espanha, em 2011. 

Leonard Cohen descobriu a literatura cedo, publicando romances e poesia, antes de iniciar a sua trajetória como músico somente aos trinta anos: “Religião, professores, mulheres, drogas, a estrada, fama, dinheiro... nada me dá um barato e um alívio tão grande do sofrimento quanto enegrecer as páginas, escrever”A inspiração para os poemas vem de referências autobiográficas e uma forte religiosidade que reflete as origens judaicas. O livro é uma obra madura em tom de despedida, na qual o artista tem consciência da morte que se aproxima, mas reza para que tenha a coragem de encará-la como amiga (em "Eu rezo por coragem").

Nos exemplos abaixo, fica clara a opção de Caetano Galindo em traduzir os poemas da forma menos literal e mais "literária" possível, preservando a métrica e a estrutura original. É difícil não fazer comparações com outro grande músico que flertou com a poesia, Bob Dylan, laureado com o prêmo Nobel de Literatura em 2016. Segundo Galindo: "as letras das músicas de Leonard Cohen sempre tiveram relação mais próxima com a página do que, por exemplo, as de Bob Dylan. Sua métrica tende a ser um pouco mais estrita; as rimas são também mais regulares." 

Em seu último álbum, You Want It Darker, lançado poucas semanas antes de sua morte e produzido pelo filho, Leonard Cohen cantava: "Você quer mais escuro, nossa chama é sem futuro", mas aqui a chama está mais forte do que nunca, uma obra recomendada para conhecer melhor um dos maiores poetas e compositores do século XX.

Canção antiquada

Velho demais, isso me desacata,
Velho demais, e só Deus sabe!
Guardo o pequeno coração de prata,
A rosa rubra que me cabe.

E num abraço outro, forte e terno
O que te falta já desponta.
Vou terminar minha canção de inverno
Para você. Está quase pronta.

Mas ah! Os nossos beijos, eu insisto,
Que me levaram para o cais
Em mares onde eu parcamente existo,
Mas só para te beijar mais.

Tenho o pequeno coração de prata,
A rosa rubra que me cabe.
Um você me deu cedo, imediata,
A outra antes que tudo acabe.

Ele te espera a noite toda, eterno.
Vá correndo, não seja tonta.
Vou terminar minha canção de inverno
Para você. Está quase pronta.

Antique Song

Too old, too old to play the part,
Too old, God only knows!
I´ll keep the little silver heart,
The red and folded rose.

And in the arms of someone strong
You´ll have what we had none.
I´ll finish up my winter song
For you. It´s almost done.

But oh! the kisses that we kissed,
That swept me to the shore
Of seas where hardly I exist,
Except to kiss you more.

I have the little silver heart,
The red and folded rose.
The one you gave me at the start,
The other at the close.

He waited for you all night long.
Go run to him, go run.
I´ll finish up my winter song.
For you. It´s almost done.

Acho que vou pôr a culpa

Acho que vou pôr a culpa
da minha morte em você
mas não te conheço
assim tão bem
se conhecesse
já estaríamos casados

Para a satisfação plena
(e eu juro que
isso existe)
não basta ler 
nas entrelinhas
isso é brincadeira de criança
e a gente nem gosta tanto
de criança

Um dia
você vai pegar este livro
como que 
pela primeira vez
e se dizer:
não sei como o sujeito 
se safou com essa

Verso a verso
tudo vem do meu problema –
a audácia, você vai dizer
a porra da audácia

E revigorada pela
sua indiferença
a essa questão
para nem falar
de toda a questão do 
passado

Você vai lembrar
o quanto foi boa para mim
o quanto eu fui bom para você

E parada em algum
ponto elevado
como uma janela ou precipício
vai conhecer
a satisfação plena

I Think I'll Blame

I think I'll blame
my death on you
but I don't know you
well enough
If I did
we´d be married now

For the full enjoyment
(and I promise you
there is such a thing)
it is not enough to read
between the lines
that is child's play
and we are not that fond
of Children

One day
you will pick up this book
as if
for the first time
and say to yourself:
I don´t know how the guy
pulled it off

Line after line
rises from my predicament–
the nerve, you´ll say
the fucking nerve

And strengthened by
your indiference
to the matter
not to mention
the entire question of the
past

You will recall
how good you were to me
how good I was to you

And standing at some
commanding place
like a window or a cliff
you will know
the full enjoyment

Eu rezo por coragem

Eu rezo por coragem
Já senil
Receba-se a doença
Venha o frio

Eu rezo por coragem
Pelas trevas
Carregue-se este fardo
Seja leve

Eu rezo por coragem 
Nesta hora
Da dor que sempre chega e
Só piora

Eu rezo por coragem
Que consiga
A morte ver chegando
Como amiga

I Pray for Courage

I pray for courage
Now I'm old
To greet the sickness
And the cold

I pray for courage
In the night
To bear the burden
Make it light

I pray for courage
In the time
When suffering comes and
Starts to climb

I pray for courage
At the end
To see death coming
As a friend

Desenho "retrato fracassado"
Sobre o autor: Leonard Cohen nasceu em Quebec, em 1934, e morreu na Califórnia, em 2016. Começou sua carreira como poeta e escritor, passando a compor por volta dos trinta anos. Entre outros álbuns, lançou Songs of Leonard Cohen (1967), Songs of Love and Hate (1971) e I'm Your Man (1988). You Want It Darker (2016), seu último álbum, saiu poucas semanas antes de sua morte. Em 2011, foi laureado com o prêmio Príncipe das Astúrias, na Espanha (imagem: "retrato fracassado" (p. 25), desenho de Leonard Cohen).

Onde encontrar o livro: Clique aqui para comprar A chama de Leonard Cohen

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura japonesa

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 obras mais importantes da literatura dos Estados Unidos

20 grandes escritoras brasileiras