Próximos Lançamentos Penguin-Companhia das Letras

Selo penguin companhia

Os dois próximos lançamentos do Selo Penguin-Companhia das Letras estarão brevemente disponíveis nas livrarias. Primeiramente, com previsão de lançamento para 04/10, a seleção de 504 páginas: Jorge Amado Essencial elaborada pelo poeta, ensaísta, memorialista  e historiador Alberto da Costa e Silva apresenta trechos de romances, reportagens e contos de Jorge Amado (1912 - 2001), além da novela completa  "A morte e a morte de Quincas Berro d’Água" (para quem ainda não leu é uma ótima oportunidade).

Já com previsão de lançamento para 22/09 temos a surpreendente escolha da editora com um livro de filosofia mística: Livro da Vida da religiosa e escritora espanhola Santa Teresa D'ávila (1515 -1582), seguidora de Santo Agostinho. Segundo sinopse da Livraria da Cultura: uma autobiografia onde conta seu contato direto com Deus, numa prosa que mistura conversa de freira, romance de cavalaria e teologia mística. O Papa Paulo VI, em 1970, proclamou Santa Teresa D'ávila Doutora da Igreja, ela foi a primeira mulher a receber este título.

Comentários

Gerana Damulakis disse…
K: lendo a postagem, na altura que fala "contos de Jorge Amado" (são apenas 6, se tanto, ele era romancista), lembrei-me que gostaria de saber se vc tem interesse no conto baiano do século 20.
Alex disse…
Desta vez, achei os lançamentos interessantes. Sempre tive curiosidade pela vida de Santa Teresa. E note: apenas neste século uma mulher recebeu o título de Doutora da Igreja!

Abraços.
Ana Lúcia Parga disse…
Desta série da Penguin-CL comprei recentemente, quando estive no Rio, "Os Holandeses no Brasil".
Kovacs disse…
Gerana, ainda não tenho muitos detalhes sobre os lançamentos, na verdade até ontem nem mesmo a editora Companhia das Letras havia comentado no site ou blog. Os detalhes que postei são da Livraria da Cultura (inclusive a previsão de lançamento).

É claro que tenho interesse no conto baiano, assim como carioca, paulista, mineiro etc (quando a literatura é boa, quanto mais regional mais universal fica).
Kovacs disse…
Alex, dos seis títulos divulgados até o momento este foi o que mais me surpreendeu, pois aparentemente não promete muito em termos de venda (de qualquer forma sabemos que venda nem sempre combina com qualidade).
Kovacs disse…
Ana Lúcia, o livro que você citou está entre os quatro primeiros lançamentos do selo: "O Príncipe, de Maquiavel", "Pelos Olhos de Maisie", de Henry James, e dois títulos organizados pelo historiador Evaldo Cabral de Mello, "Joaquim Nabuco Essencial" e "O Brasil Holandês". Ver postagem do Mundo de K de 20 de julho 2010.
K e G, pegando o bonde de vocês, desculpem, mas lembro logo de Aleilton Fonseca. Qualidade pura.
myra disse…
sempre interessante e instrutivo vir aqui!sabe de uma coisa? aos 18 anos eu conheci o Jorge Amado e tomei um cafezinho com ele, no Bar Vermelhino, se me lembro bem do nome, onde ele se encontrava quasi sempre...
se voce gosta da arte ( : ) que modestia a minha:) vai no meu blog de hoje e clika sobre as fotos acho que poderà gostar do caderno que fiz e por certo me deu mais trabalho que um quadro!!!
um gde abraço,
Gerana Damulakis disse…
Eu gostaria de enviar um regalo para o leitor K: a Antologia Panorâmica do Conto Baiano - século XX, organizada por GD.
Kovacs disse…
Caio, lembro logo de Caio Rudá e Gerana Damulakis. A Bahia é um estado de espírito!
Kovacs disse…
Myra, sorte a sua ter conhecido Jorge Amado! A sua vida é mesmo muito rica, por isso os seus trabalhos apresentam tanto conteúdo. Vou lá no seu blog conhecer o caderno!
Kovacs disse…
Gerana, muito obrigado pelo presente, fiquei contente! Enviei uma mensagem com o meu endereço para o seu e-mail do Yahoo que encontrei pela Internet, não sei se está ativo.
Bento Moura disse…
Querido K,

Perdoe-me se o afronto pelo ignorar da história. Digo isso porque a respeito da santa gosto mesmo é d"O êxtase de Santa Teresa", a escultura do Bernini que ilustra a capa.

Poucas vezes vi no mármore esta transubstanciação, esses olhos que já não encontram a Terra, que sequer parecem pertencer ao mundo dos humanos. Ou talvez este êxtase advenha da transcendência que num limiar, num tênue instante roça o etéreo.

Parece a música mais diáfana e mais sublime - a condensação do mais belo e que todos nós podemos almejar: este raro instante não quando se deseja a divindade, mas quando nós humanos, reconhecidos em si, tocamos a própria divindade.
A humanidade no seu explendor e em sua pequenez que se alteia.
Ana Lúcia Parga disse…
Isso mesmo, K, O Brasil Holandês e não como eu tinha dito. Fui lá rever a postagem em que você comenta os primeiros títulos: foi aqui onde primeiro tive notícia desses lançamentos :)
Esse do Brasil holandês comprei para dar de presente a uma amiga paraibana que vive também em Portugal, e é descendente de holandeses.
Um abraço.
Kovacs disse…
Caro Bento, falar o que depois do seu comentário de artista. Só me resta calar e refletir sobre a transcendência do humano que é capaz de extremos de beleza e horror. Fiquemos com o belo!
Kovacs disse…
Ana Lúcia, que ótimo você ter conhecido os lançamentos por aqui, fico contente de ter feito as apresentações. Obrigado pela visita!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

Chico Buarque - Prêmio Camões 2019

20 grandes escritoras brasileiras