Vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2019

Prêmios literários nacionais

Divulgados os vencedores das nove categorias do Prêmio Literário Biblioteca Nacional, versão 2019. Neste ano, a organização considerou as obras, em primeira edição, publicadas e impressas no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019, em dia com a Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994, de 14 de dezembro de 2004) e que possuam número de registro ISBN válido no Brasil. 

Realizado anualmente desde 1994, o Prêmio Literário Biblioteca Nacional contempla autores, tradutores e projetistas gráficos brasileiros em nove categorias: poesia, romance, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. 

Categoria Conto – Prêmio Clarice Lispector

Vencedora: Kafkianas / Elvira Vigna / Todavia.
2º lugar: Um exu em Nova York / Cidinha da Silva / Pallas.
3º lugar: Sebastopol: três contos / Emilio Fraia / Alfaguara.

Categoria Ensaio Literário – Prêmio Mário de Andrade

Vencedor: Maquinação do mundo: Drummond e a mineração / José Miguel Wisnik / Companhia das Letras.
2º lugar: Dostoiévski na rua do Ouvidor: a literatura russa e o Estado Novo / Bruno Barretto Gomide / EDUSP.
3º lugar: Roteiro literário - Paulo Leminski / Rodrigo Garcia Lopes / Biblioteca Pública do Paraná.

Categoria Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda

Vencedora: Ser republicano no Brasil Colônia: a história de uma traição esquecida / Heloisa M. Starling / Companhia das Letras.
2º lugar: Dentro do nevoeiro / Guilherme Wisnik / Ubu.
3º lugar: Presidencialismo de coalizão: raízes e evolução do modelo político brasileiro / Sérgio Abranches / Companhia das Letras.

Categoria Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof

Vencedor: Enreduana / Roger Mello / Companhia das Letrinhas.
2º lugar: Donana e Titonho / Ninfa Parreiras / Paulinas.
3º lugar: Se eu abrir esta porta agora... / Alexandre Rampazo / SESI-SP.

Categoria Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé

Vencedora: Minha vida não é cor-de-rosa / Penélope Martins / Editora do Brasil.
2º lugar: Clarice / Roger Mello / Global.
3º lugar: Layla, a menina síria / Cassiana Pizaia, Rima Awada Zahra, Rosi Vilas Boas / Editora do Brasil.

Categoria Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens

Vencedor: Nenhum mistério / Paulo Henriques Britto / Companhia das Letras.
2º lugar Veludo violento / Natasha Tinet / Imprensa Oficial Graciliano Ramos.
3º lugar: Haverá festa com o que restar / Francisco Mallmann / Urutau.

Categoria Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães

Vencedor: Clarice / Felipe Cavalcante /Global.
2º lugar: A origem das espécies / Elaine Ramos Coimbra / Ubu.
3º lugar: 1968: Paris, Rio / Bloco Gráfico / Bazar do tempo.

Categoria Romance – Prêmio Machado de Assis

Vencedor: Paradeiro / Luís Bueno / Ateliê Editorial.
2º lugar: Paraízo-Paraguay / Marcelo Labes / Editora Caiaponte.
3º lugar: Manual não injuntivo de como criar um monstro / José Ronaldo Siqueira / Editora Patuá.

Categoria Tradução – Prêmio Paulo Rónai

Vencedora: Bússola (Mathias Enard) / Rosa Freire d'Aguiar / Todavia.
2º lugar: Eu nunca fui ao Brasil (Ernst Jandl) / Myriam Ávila / Relicário.
3º lugar: O esplendor da palavra antiga dos Maias-Quiché de Quauhtlemallan: aurora sangrenta, história e mito (Popol Vuh) / Josely Vianna Baptista / Ubu.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

Harold Bloom - Gênio, Os 100 Autores Mais Criativos da História da Literatura

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 melhores utopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura italiana