Vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2019

Prêmios literários nacionais

Divulgados os vencedores das nove categorias do Prêmio Literário Biblioteca Nacional, versão 2019. Neste ano, a organização considerou as obras, em primeira edição, publicadas e impressas no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019, em dia com a Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994, de 14 de dezembro de 2004) e que possuam número de registro ISBN válido no Brasil. 

Realizado anualmente desde 1994, o Prêmio Literário Biblioteca Nacional contempla autores, tradutores e projetistas gráficos brasileiros em nove categorias: poesia, romance, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. 

Categoria Conto – Prêmio Clarice Lispector

Vencedora: Kafkianas / Elvira Vigna / Todavia.
2º lugar: Um exu em Nova York / Cidinha da Silva / Pallas.
3º lugar: Sebastopol: três contos / Emilio Fraia / Alfaguara.

Categoria Ensaio Literário – Prêmio Mário de Andrade

Vencedor: Maquinação do mundo: Drummond e a mineração / José Miguel Wisnik / Companhia das Letras.
2º lugar: Dostoiévski na rua do Ouvidor: a literatura russa e o Estado Novo / Bruno Barretto Gomide / EDUSP.
3º lugar: Roteiro literário - Paulo Leminski / Rodrigo Garcia Lopes / Biblioteca Pública do Paraná.

Categoria Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda

Vencedora: Ser republicano no Brasil Colônia: a história de uma traição esquecida / Heloisa M. Starling / Companhia das Letras.
2º lugar: Dentro do nevoeiro / Guilherme Wisnik / Ubu.
3º lugar: Presidencialismo de coalizão: raízes e evolução do modelo político brasileiro / Sérgio Abranches / Companhia das Letras.

Categoria Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof

Vencedor: Enreduana / Roger Mello / Companhia das Letrinhas.
2º lugar: Donana e Titonho / Ninfa Parreiras / Paulinas.
3º lugar: Se eu abrir esta porta agora... / Alexandre Rampazo / SESI-SP.

Categoria Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé

Vencedora: Minha vida não é cor-de-rosa / Penélope Martins / Editora do Brasil.
2º lugar: Clarice / Roger Mello / Global.
3º lugar: Layla, a menina síria / Cassiana Pizaia, Rima Awada Zahra, Rosi Vilas Boas / Editora do Brasil.

Categoria Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens

Vencedor: Nenhum mistério / Paulo Henriques Britto / Companhia das Letras.
2º lugar Veludo violento / Natasha Tinet / Imprensa Oficial Graciliano Ramos.
3º lugar: Haverá festa com o que restar / Francisco Mallmann / Urutau.

Categoria Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães

Vencedor: Clarice / Felipe Cavalcante /Global.
2º lugar: A origem das espécies / Elaine Ramos Coimbra / Ubu.
3º lugar: 1968: Paris, Rio / Bloco Gráfico / Bazar do tempo.

Categoria Romance – Prêmio Machado de Assis

Vencedor: Paradeiro / Luís Bueno / Ateliê Editorial.
2º lugar: Paraízo-Paraguay / Marcelo Labes / Editora Caiaponte.
3º lugar: Manual não injuntivo de como criar um monstro / José Ronaldo Siqueira / Editora Patuá.

Categoria Tradução – Prêmio Paulo Rónai

Vencedora: Bússola (Mathias Enard) / Rosa Freire d'Aguiar / Todavia.
2º lugar: Eu nunca fui ao Brasil (Ernst Jandl) / Myriam Ávila / Relicário.
3º lugar: O esplendor da palavra antiga dos Maias-Quiché de Quauhtlemallan: aurora sangrenta, história e mito (Popol Vuh) / Josely Vianna Baptista / Ubu.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Os melhores livros e resenhas de 2019

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

As 20 obras mais importantes da literatura italiana