20 frases de Millôr Fernandes

Humor de Millôr

Difícil escolher apenas 20 frases de Millôr Fernandes, desenhista, humorista, tradutor e escritor carioca, um dos fundadores em 1969 do jornal "O Pasquim", símbolo da resistência contra a censura na ditadura militar. Simplesmente um homem inteligente como poucos em nosso país. Que falta imensa nos faz o Millôr para comentar esse noticiário atual.

(01) Também não sou um homem livre. Mas muito poucos estiveram tão perto;

(02) De todas as taras sexuais, não existe nenhuma mais estranha do que a abstinência;

(03) Uma mulher nunca é tão bela quanto já foi;

(04) Estou escrevendo minha biografia. Mas ainda não decidi o final;

(05) Quando fizerem minha autópsia encontrarão o Rio no meu coração;

(06) O capitalismo é a exploração do homem pelo homem. E o comunismo é exatamente o contrário;

(07) Ser brasileiro me deixa sempre um pouco subdesenvolvido;

(08) Brasil, país do futuro. Sempre;

(09) Viver é desenhar sem borracha;

(10) Minha especialidade e meu orgulho – sou o maior leigo do país;

(11) Sou carioca de algema;

(12) Até os 12 anos morei em casas, espécie de apartamentos primitivos;

(13) Eu sempre sei do que estou falando. Tirando isso não sei mais nada;

(14) Anatomia é uma coisa que os homens também têm, mas que, nas mulheres, fica muito melhor;

(15) Não há nada mais equivocado do que ter certeza;

(16) O bom da gente ser pobre, triste, feio, doente e velho é que nada pior nos pode acontecer;

(17) Muitos dão a vida por suas crenças. Nunca arrisquei a vida pelo meu ceticismo;

(18) Quando acordo de manhã tenho a certeza de que não morri de noite. E fico feliz com isso;

(19) Neste mundo não há felicidade. Eu sou feliz assim mesmo;

(20) Está bem. Deus é brasileiro. Mas pra defender o Brasil de tanta corrupção só colocando Deus no gol.
 

Comentários

jair e. disse…
Sempre bom ler ou reler as frases do Millôr, antídotos contra o mau humor que nos persegue neste país. Millôr andou doente, fiquei preocupado; espero que ele ainda viva muito e produza outras pérolas como as que você selecionou (tarefa difícil mesmo). Permita reproduzir de A Bíblia do Caos: "Tenho certeza de que uma vez, no Meyer, Em certa noite de tempestade, Fui barbaramente assassinado. Mas isso foi há muito tempo." Há muito tempo que acho que Millôr é assim uma espécie de Shakespeare à brasileira, autor que ele traduziu para o português. Para o português e para todos os brasileiros. Salve, salve!
Kovacs disse…
Jair, Millôr Fernandes é uma espécie de La Bruyère (ou La Fontaine) brasileiro. Um autor que faz a sociedade refletir sobre os absurdos do cotidiano, geralmente com muito humor.
jair e. disse…
Kovacs, concordo que nas Fábulas Fabulosas que ele escrevia, se assemelhava sim a La Fontaine. Em outros escritos também. Mas eu estava pensando no Millôr criador de frases lapidares, nos moldes do bardo inglês: Meu reino por um cavalo; Há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe a vã filosofia, etc. Mas digo isso sem ter feito qualquer pesquisa mais profunda, estudo, etc. É sempre aquela primeira impressão que me fica, mas que pode estar completamente errada. E por ser humorista (mais que isso na verdade), mesmo que Millôr dissesse que o rei está nu, ninguém acreditaria muito. É mais ou menos por aí. Ou não.
Lígia Guedes, disse…
Rsrs,

Gostei das reflexões, Kovacs.
Beijo.
Bom ! Não, quero dizer, Ótimo ! Não, DEMAIS !
Caríssimo, de Millôr gosto muito, e até prefiro os seus haikais, todos com certa dose de ironia e muito bem humorados. Gostei muito de conhecer esse blog. Já fiz um link para ele no Sopa de Poesia (www.sopadepoesia.blogspot.com), onde já publiquei alguns textos sobre os haikais de Millôr.

Viva o Brasil
onde todo dia
é primeiro de abril.
(MF)
Kovacs disse…
Gustavo, obrigado pela visita e seja bem-vindo por aqui, vou lá conhecer o Sopa de Poesia!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura italiana

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura portuguesa

20 grandes escritoras brasileiras

As 20 obras mais importantes da literatura francesa